Vídeo com a homenagem a minha amiga Simone Milene Guedes Guedes, sessão solene realizada no ultimo dia 17 de agosto na Câmara Municipal. Ela é Guarda Civil Municipal em Ribeirão Preto desde 1995, colecionando várias conquistas e bravuras em sua trajetória.


Imagine ter remédio de graça para tratar seu bichinho de estimação. Esta é a minha proposta que será votada na noite desta quinta-feira e que foi notícia no ACidade ON Ribeirão.

Tenho certeza que vamos conseguir mais esta grande conquista para ajudar o seu melhor amigo.

No último dia 10 de agosto foi realizado na Câmara Municipal a Sessão Solene em homenagem ao Dia do Advogado.

Minha homenageada foi a Dra. Gabriela Bassalo Marques.

Ela é uma excelente profissional e uma das maiores conhecedoras da área tributária, exerce um trabalho brilhante e muito respnsável prestando constultoria na área tributária.

Na sessão do ultimo dia 11 dejulho fui a tribuna da Câmara Municipal falar da resposta absurda sobre os prédios pertencentes a Prefeitura e que não estão sendo ocupados.

A resposta foi que a Prefeitura não tem está informação. Desta maneira fica cada vez mais díficil entender porque a escolha do prédio da UBDS Central para ser doado. Primeiro devemos ver os prédios desocupados para ai sim escolher qual prédio utilizar. Isso foi feito para a cosntrução do AME de Franca. Essa informação foi passada pelo prórprio prefeito de Franca quando estive lá na semana passada.

Fui o primeiro vereador a fazer questionamento sobre os AMEs e a prefeitura disse que era problema do Estado. Fui também o primeiro vereador a questionar a prefeitura sobre o fechamento da UBDS Central para sua doação ao governo do Estado. 

Questionei a prefeitura sobre os prédios desocupados pertencentes a ela para ajudar em uma nova área e a Prefeitura nem sabe o que pertence a ela. Portanto continuarei contra o fechamento da UBDS Central para transformá-lo em AME.
Video com a homenagem a minha amiga Maria Thereza Reza, sesão solene realizada no ultimo dia  06 de julho na Câmara Municipal.

Ela que foi jogadora de volei por nossa cidade nos anos 70 e depois ensinou muitas meninas a dançar e hoje continua dando aulas na Academia RT.
Tive o prazer de poder homenagear a minha amiga Maria Thereza Reza, ela quem sempre incentivou a todos para fazer exercícios e manter a saúde em dia.

Parabéns Reza por ser esta pessoa, sempre preocupada com a saúde de seus amigos.

Consegui através do deputado estadual Rafael Silva uma verba de R$ 200.000,00 para o Hospital de Retaguarda Francisco de Assis.

Tive o apoio também do amigo Ricardo Silva que ajudou muito na doação dessa verba.

Juntos e com muito trabalho estamos mudando a vida das pessoas que mais necessitam.

 

Depois que a Câmara de Ribeirão Preto derrubou, na noite de terça-feira (20), por 15 votos a 11, o veto total do Executivo ao projeto que “dispõe sobre a instalação de recipientes em áreas públicas para alimentação e hidratação de cães e gatos de rua”, o autor da iniciativa, Jean Corauci (PDT), quer convencer a Prefeitura a não ingressar com uma ação direta de inconstitucionalidade (Adin).

Como o Legislativo rejeitou o veto do prefeito Duarte Nogueira Júnior (PSDB), teoricamente o projeto será transformado em lei, a não ser que o Executivo conteste sua constitucionalidade.

E Corauci pretende mostrar que a negativa à iniciativa foi um equivoco. Na justificativa, a Prefeitura alega, entre outros motivos, que o projeto fere o princípio da separação dos poderes, previsto na Constituição Federal, ao criar despesas sem indicar a fonte de receita.

“Iniciativas semelhantes foram implantadas com sucesso em cidades como Curitiba (PR) e Americana (SP). Até cidades pequenas, como Medianeira, no Paraná, têm projetos muito parecidos”, destaca o vereador. O projeto é bastante sucinto e apenas autoriza a Prefeitura a firmar parcerias com a iniciativa privada, sem que seja necessário investimento algum investimento por parte da administração.

“Todos sabemos que existem cães e gatos de rua perambulando por toda a cidade. Por que não podemos oferecer alimento e água a esses animais sem dono, desprotegidos?”, pergunta o vereador. Na Câmara, funcionários alimentam um gato preto, com manchas claras, que foi “adotado” e tem seus recipientes de água e ração colocados logo junto à entrada do prédio."