O Courauci Neto (DEM) foi eleito vice-presidente municipal de Ribeirão Preto, para a legislação 2011.

Corauci Neto parabenizou a atual Mesa Diretora e reafirmou o compromisso do Programa Transparência.


Já Samuel Zanferdini (PMDB) é o 2º secretário, mantendo o acordo entre as bancadas do PMDB, DEM e PSDB.

O vereador Nicanor Lopes (PSDB) foi confirmado nesta terça-feira (14) presidente da Câmara de Ribeirão Preto. A votação foi unânime, 19 votos, por conta da desistência de Walter Gomes (PR), que renunciou na hora da eleição. Silvana Resende (PSDB) não participou da votação. Ela deixou o plenário minutos antes.

A única disputa nesta eleição foi pela 1ª secretaria, entre André Luiz da Silva (PC do B) e Oliveira Junior (PSC). Com o empate por nove a nove, Oliveira venceu pelo critério de desempate: maior votação na última eleição. Ele teve 4.392 votos, enquanto André Luiz, 3.166.

Na tribuna, o presidente eleito destacou quatro pontos como prioridades: compromisso com os vereadores, transparência, valorização dos funcionários e parlamentares e independência do Legislativo. "Mesmo que tenhamos que desagradar os outros poderes desta cidade", disse.

Disputa equilibrada

Como a reportagem antecipou na edição desta terça-feira (14), a disputa pela 1ª secretaria foi acirrada entre André e Oliveira, que venceu por critério de desempate. "Até terça eu tinha 12 votos, um cenário tranquilo, e, na hora, tive 9", lamenta André Luiz.

O vereador era um dos membros da Mesa acertado anteriormente. Oliveira entrou na disputa na semana passada, após a desistência de Giló (PR).

Por problemas pessoais, o vereador Gilberto Abreu (PV) teve de deixar a sessão da eleição antes da votação da 1ª secretaria, o que refletiu nos votos de André. "Ele disse que o voto era meu", afirma o vereador.

Para Oliveira, o confronto entre os dois é sinal de democracia. "Uma disputa por vaga como essa não acontecia há anos", disse Oliveira, que conquistou o voto do atual presidente, Cícero Gomes (PMDB).

0 comentários :

Postar um comentário