O deputado estadual Corauci Sobrinho (PSB) apresentou um projeto que transfere para a União todo o patrimônio e a administração do Aeroporto Leite Lopes, em Ribeirão Preto, que hoje é do Daesp. Alteração não muda acordo judicial.

Deputado acredita que o aeroporto não vem recebendo atenção devida do Daesp

O suplente de deputado estadual, Corauci Sobrinho (PSB), apresentou, na sessão desta quarta-feira, 16 de fevereiro, da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) o projeto de lei que autoriza o Poder Executivo a transferir à União todo o patrimônio e administração do Aeroporto Leite Lopes. O deputado definiu a apresentação do projeto como um ‘grito de alerta’ em favor do aeroporto, que segundo ele, não vem recebendo a atenção devida pelo Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (Daesp). “Nossa intenção é transferir o aeroporto para a Infraero, pois com a aproximação da Copa do Mundo e a possibilidade de Ribeirão Preto ser escolhida como uma das subsedes, não podemos continuar perdendo investimentos como vem acontecendo com a gestão do Daesp. O Leite Lopes é o quarto maior aeroporto do estado. Não pode ficar do jeito que stá” disse Coraucci.

O deputado emendou dizedo que por duas vezes o Daesp solicitou recursos federais demonstrando interesse na internacionalização e no aumento do pátio de aeronaves, mas alegou problemas burocráticos e acabou perdendo a verba.

Coraucci cita no projeto o trabalho da prefeita Dárcy Vera (DEM) na busca de uma solução para o caso e lembra que a Infraero destinou recentemente um aporte de R$ 20 milhões ao aeroporto de Londrina, PR, destacando a semelhança entre os municípios. De acordo com o projeto, a transferência do aeroporto seria definitiva e sem qualquer ônus ao erário público.

Coraucci assumiu a suplência de um dos dois ex-deputados estaduais eleitos pelo DEM à Câmara Federal em 2010, e terá mandato até o próximo dia 15 de março. Para que possa colocar o projeto em pauta antes de sua saída, Coraucci disse que vai buscar ajuda das lideranças e solicitar a urgência do texto. “Se conseguir a adesão das lideranças, a urgência deve ser aprovada em um dia e ir á votação na sessão seguinte.

Tenho que correr para conseguir as assinaturas, pois assim haverá tempo de defender o projeto na tribuna, o que seria muito importante” comentou. O deputado, espera receber apoio dos outros dois representantes de Ribeirão Preto na Alesp, Baleia Rossi o deputado espera receber apoio dos outros dois representantes de Rbeirão Preto na Alesp, Baleia Rossi (Pmdb) e Rfael Silva (PdT) na aprovação do projeto.

A prefeita Dárcy Vera (DEM) louvou a atitude do deputado e comentou que não podia haver melhor momento para isso.

Principalmente agora, que a cidade tem reais chances de ser escolhida para subsede da Copa do Mundo de 2014, essa atitude vem bem a calhar. Espero que o deputado consiga o apoio necessário para a aprovação do projeto” disse a prefeita, que acabava de sair da solenidade sobre as 37 cidades pré-escolhidas como candidatas a subsede do Mundial.

Acordo judicial – O promotor do Meio Ambiente, Marcelo Pedroso Goulart, afirmou que, mesmo que o projeto passe na Assembleia Legislativa, o acordo judicial que impede a ampliação do Aeroporto Leite Lopes não perde a validade. “O que muda é apenas uma das partes da ação, mas o que é de obrigação do Daesp passará a ser da Infraero. O resto continua tudo igual e o acordo não perde a validade por isso” garantiu o promotor.

Crescimento – O Aeroporto Leite Lopes possui 3,85 mil m2 de área construída e pista de 45 metros de largura e 2,1 mil metros de extensão, pátio de estacionamento de 27,6 mil metros quadrados, podendo receber simultaneamente até oito aeronaves. O aeroporto opera em período integral e, em 2010, recebeu 43 mil voos e 677 mil passageiros.

fonte: Jornal Tribuna de Ribeirão

0 comentários :

Postar um comentário