Corauci pede ao Governador do Estado a adoção de medidas urgentes objetivando a construção de “NOVO COMPLEXO VIÁRIO” para absorver o fluxo de veículos que utilizam as seguintes vias: Avenida Castelo Branco; -Rodovia Anhanguera (SP-330) em duplo sentido – Rodovia Antonio Machado Sant’Ana (SP-255) –Rodovia Abrão Assed (SP-333), no município de Ribeirão Preto.



JUSTIFICATIVA

O município de Ribeirão Preto, cuja população já ultrapassa os 600 mil habitantes e com uma frota de aproximadamente 400 mil veículos, sofre total estrangulamento no fluxo dos veículos que obrigatoriamente se utilizam do Complexo Viário que serve para saída e/ou entrada na cidade pela Avenida Presidente Castelo Branco e que ainda interliga aquela Avenida à Rodovia Anhanguera (SP-330) em duplo sentido, bem como à Rodovia Antonio Machado Sant’Ana (SP-255) e à Rodovia Abrão Assed (SP-333).

A Avenida Presidente Castelo Branco, principal via de acesso daquela cidade pelas rodovias Anhanguera, Antonio Machado Sant’Ana e a única pela Abrão Assed, ainda hoje administrada pelo DER – Departamento de Estradas de Rodagem e que está sendo transferida para a responsabilidade do município, embora recentemente remodelada e ampliada – passou de pista simples para pista dupla e recebeu iluminação e sinalização adequadas –não teve em seu projeto de engenharia a previsão de soluções para suportar a demanda de veículos que a utilizam atualmente, principalmente quando alcança o complexo viário objeto desta indicação.

Essa rotatória dá acesso à Rodovia Anhanguera no sentido capital e litoral e no sentido nordeste do Estado, em direção a várias cidades, tais como: Jardinópolis, Orlândia, São Joaquim da Barra, etc., além de acesso ao anel viário de Ribeirão Preto e sul de Minas Gerais; já a rodovia Abrão Assed leva às cidades de Serrana, Serra Azul, Cajuru, etc, em direção ao estado de Minas Gerais; e à rodovia Antonio Machado Sant’Ana que leva às cidades de Araraquara, São Carlos, Jaú, etc. e ao estado do Paraná.

Aludido complexo viário, que interliga aquelas 3 importantíssimas rodovias, tornou-se ultrapassado e não suporta o intenso tráfego de veículos dos mais diversos portes que diariamente ali transitam, principalmente nos horários de pico – início da manhã e início da noite.
Para melhor entendimento, vejamos alguns exemplos do que ocorre naquele complexo viário: todos os veículos que, transitando pela Rodovia Abrão Assed têm como destino as cidades servidas pela Rodovia Antonio Machado Sant’Ana, ou pela Rodovia Anhanguera em ambos os sentidos ou ainda para entrar em Ribeirão Preto, necessitam obrigatoriamente se utilizar desse complexo viário; o mesmo ocorre quando os veículos que, vindo pela Rodovia Anhanguera (duplo sentido) necessitam acessar a Rodovia Abrão Assed ou a Rodovia Antonio Machado Sant’Ana, ou ainda entrar em Ribeirão Preto; não é diferente quando os veículos que transitam pela Rodovia Antonio Machado Sant’Ana e que têm como destino as cidades servidas pela Rodovia Abrão Assed ou as cidades servidas pela Rodovia Anhanguera (sentido nordeste).
Aliás, este pleito já vem sendo objeto de preocupação da Prefeita de Ribeirão Preto, Dárcy Vera, que inclusive já encaminhou reivindicação ao Governo Estadual.

Os inconvenientes dessa situação, assim como o elevado número de acidentes que ocorrem naquele local, estão a exigir a adoção de prontas e urgentes medidas por parte do Governo do Estado, razão pela qual formulo a presente indicação que espero ver atendida com presteza pelo ilustre Chefe do Executivo paulista.

0 comentários :

Postar um comentário