Os buracos de Ribeirão Preto e os erros no "tapa buracos"


Hoje no programa Acorda Ribeirão falei sobre o asfalto de nossa cidade em especial sobre a operação tapa buracos, leia a baixo o que foi dito:

Vemos que em ribeirão existem muitos buracos e a prefeitura realiza a operação tapa buracos. Com relação à operação tapa buracos da nossa cidade o serviço é feito corretamente?
Em alguns pequenos pontos da cidade sim, mas na maioria dos casos não, nos casos onde não é feito corretamente somente é jogado o piche ou até cascalho e depois piche e uma máquina ou ainda o caminhão é utilizado para compactar o serviço, desta maneira o buraco acaba voltando até mesmo com o passar dos veículos ou até mesmo com a chuva, poderíamos dizer que o buraco ressuscita ou pior ainda vira um zumbi como na série Walking Dead já que o buraco passa a existir novamente, mas desta vez conta ainda com os cascalhos da tentativa de tapar o buraco ressuscitado.

Qual deveria então ser a maneira correta para a operação tapa buracos?
Ribeirão em alguns pontos até faz da maneira correta, nossa cidade poderia utilizar a iniciativa de Belo Horizonte que criou um manual de como deve ser a operação tapa buracos, neste manual contem desde quantas pessoas irão fazer o serviço, até quais maquinas são usadas, ele mostra ainda como tapar cada tipo de buraco ou até mesmo como arrumar os paralelepípedos que na nossa cidade causam grandes transtornos, mas voltando a pergunta, a maneira correta é delimitar a área a ser recortada, ou seja, uma área maior que o buraco formando uma figura geométrica (uma poligonal qualquer, como, por exemplo, um quadrado, um retângulo, etc.).
Recortar o revestimento a ser removido, com a utilização de equipamentos mecânicos e/ou serra. A utilização de picaretas devem ser evitadas devido à baixa produtividade e a dificuldade de se romper espessuras consideráveis sem trincar ou abalar o pavimento que não necessite ser removido. É fundamental que a face do recorte faça um ângulo de 90º com o revestimento existente.
Remover o revestimento que foi recortado, inclusive os resíduos da área esburacada. Os resíduos e entulhos também devem ficar longe das bocas-de-lobo para evitar obstrução das tubulações e galerias pluviais. Feita a limpeza deve-se utilizar material que irá unir o asfalto antigo ao novo asfalto.
Logo após deve-se preencher o local com asfalto quente. Preenchido o buraco com asfalto o próximo passo é compacta-lo e somente depois utilizar o rolo compressor para obter-se uma camada final, buscando também obter um acabamento liso.

Um outro exemplo da má administração foi o recapeamento da Rua Silveira Martins, onde existiam vazamentos na rua e a prefeitura antes de fazer o conserto dos vazamentos resolveu fazer o recapeamento da rua, aqui em Ribeirão deveria ter um cadastro como no Rio de Janeiro onde existe um COR chamado de Centro de Operações Rio onde eu estive em 2013 para conhecer e lá todo serviço que será prestado pela prefeitura está em um cadastro único, evitando assim que um serviço tenha que ser refeito pela falta de planejamento, ou seja primeiro você conserta o esgoto o vazamento de água, hoje ainda temos em alguns lugares o gás encanado ou ainda os cabos de comunicação e só depois de todos os problemas resolvidos é que é feito o recapeamento de uma rua. Evitando assim um gasto desnecessário por parte da prefeitura.

Mais

Os combistiveis no Brasil


Hoje no programa Acorda Ribeirão falamos sobre o porque dos altos custos do valor dos combustíveis e falamos também se o preço da gasolina irá baixar com o aumento da mistura do álcool na gasolina.

Veja as questões que levantadas durante o programa.

Dia 16 de março será acrescentado mais 2% de álcool na mistura da gasolina com o aumento do álcool na gasolina o preço da gasolina irá diminuir?
De acordo com o Sindipetro-SP, a medida resultaria numa redução em torno de R$ 0,001 sobre o preço do litro da gasolina, com isso o valor da gasolina continuará o mesmo.

Quais os problemas que o aumento do álcool na gasolina vai resultar?
Carros antigos e importados sofrem com a mudança, as peças irão se desgastar mais rápido.
O consumo da gasolina em carros flex irá aumentar até 4% com a nova mistura.

Por que os combustíveis são tão caros no nosso País em relação a outros países?
Bom para termos uma ideias dessa relação vou citar uma Pesquisa publicada recentemente que mostrou o preço da gasolina em São Paulo era 70% mais cara do que em Nova York.
A razão dessa discrepância se deve ao peso da carga de impostos sobre os combustíveis. No caso, os impostos, as contribuições e as taxas nos Estados Unidos tudo somado equivale a 13% do preço final do combustível, enquanto aqui no Brasil a proporção é de 55% do preço final.
E para piorar nós brasileiros que temos uma renda bem inferior em relação aos norte-americanos pagamos muito mais pelo combustível se fizermos um comparativo na relação salário x combustível.

Outra pergunta constante que ouvimos entre os motoristas é: Porque o preço do combustível é tão alto no Brasil em relação aos países vizinhos como Argentina, Peru e Paraguai?
O incrível é que nossos vizinhos na América Latina não produzem petróleo e lá a gasolina é mais barata. O que mais deixa nos consumidores brasileiros inconformados é que a Petrobrás é a segunda maior petrolífera do mundo, o mercado automobilístico brasileiro é um dos maiores do mundo e está em constante expansão, somos pioneiros na produção do etanol e do biodiesel, o que deveria fazer com que o combustível fosse ainda mais barato.
Mas parece que o consumo de combustível é penalizado como se fosse crime ou até pecado abastecer o carro. Somos penalizados por impostos que quase chegam a 60%, ou seja, mais da metade do preço do litro do combustível. E os preços no norte do Brasil são ainda mais altos.

E quais são as taxas que nós pagamos?
As principais taxações sobre a gasolina nacional são as cobradas pelo ICMS, que representa 32% do valor pago e a CIDE (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico), que representa 21% do valor pago.

E o mito que somos autos suficientes na produção do petróleo?
A Petrobras não é auto suficiente ela importa petróleo, nós quase fomos em 2009 mas de lá para cá o consumo aumentou e a produção ficou quase a mesma.

Quais as consequências para as famílias com o constante aumento dos combustíveis?
A renda das famílias brasileiras é comprometida pelos aumentos do preço da gasolina e outros derivados do petróleo. Essa consequência é mais grave quando há uma valorização do petróleo em escala global, o que não vem ocorrendo. E a alta do preço da gasolina tem efeitos nocivos sobre o nível geral da inflação no país.
Os custos altos dos combustíveis tem um efeito desanimador sobre os investidores externos, que se tornam inseguros quanto ao país. Também afetam o setor produtivo, em toda a cadeia de produção, mas principalmente na distribuição de alimentos, que precisam ser transportados por estradas de rodagem em todo o país. Os produtores colocam esse custo embutido nos produtos para poderem ter seus lucros.

Ao invés de cortar gastos a presidente escolheu aumentar impostos
Em um país que se dizia autossuficiente em petróleo e hoje sabemos que não é nos somos um dos maiores produtores de etanol do mundo, os preços dos combustíveis para o consumidor brasileiro deveriam refletir essa boa posição. Já que produzimos boa parte do que consumimos. Com essa produção o mercado interno deveria receber tratamento justo em relação ao exterior, os cartéis que determinam o preço nas bombas de gasolina deveriam ser combatidos e punidos, levando a um preço honesto.
O Brasil é o único país do mundo onde a população não se beneficia pela riqueza de seus recursos naturais. Apenas os investidores internos, estrangeiros, o governo e poucos funcionários da estatal lucram com as riquezas minerais do país.

Mais